03 abril, 2016


Título: Eu, Inabalável
Autor: Josué Matos
Editora: Selo Jovem
Páginas: 176
Gênero: Romance Policial – Indico para maiores de 18 anos
Skoob

Avaliação: 5 estrelas

Sinopse:
Eu, Inabalável – “Leonardo desperta. Olha para o relógio de cabeceira e percebe que ainda tem bastante tempo para se arrumar e ir para o colégio. Ao se levantar sente algo diferente. Verifica o quarto. Tudo está em seu devido lugar. Ele coça os olhos para ter certeza que está desperto. A sensação de incomodo continua dentro dele. Ao descer do ônibus percebe uma grande aglomeração de gente em frente a antiga loja de esquina, próximo a entrada da escola. Curioso vai em direção a
multidão. A cada passo dado a sensação de desconforto aumenta. Ao tentar se aproximar da faixa de segurança colocada pela polícia, sente o braço ser puxado por seu amigo Luis, todavia é tarde, já havia reconhecido as roupas de seu irmão Alan. Não consegue segurar as lágrimas, desesperado corre em sua direção, é impedido por policiais. Só lhe resta gritar para que ele lhe ouvisse, não há resposta, Alan está morto.”
Imagine-se tendo seu irmão morto, assassinado. Sua mãe internada em estado de choque. Seu pai consumido pelo ódio. A policia nada fez. Você quer vingança, mas o mal poderá roubar seu grande amor. Você iria até o Fim? 
Mergulhe nessa batalha travada dentro do coração de Leonardo. Compartilhe suas dúvidas e medos. Descubra junto com ele que vingança não significa justiça, e que o ódio não pode conviver com o amor.

Resenha


Eu, Inabalável conta a história de Leonardo e as pessoas – amigos e familiares – que, de uma forma ou de outra, estão relacionados ou foram abalados pelo assassinato de Alan, seu irmão. Vingança é o que o move e direciona a trama.
Este livro é um daqueles que se lê de uma só vez. Não só por conta de não ser muito extenso (menos de 200 páginas), mas mais por ser extremamente ágil e instigante. Amor, ódio, relacionamentos intensos, ciúmes e muita emoção povoam as páginas de Eu, Inabalável. Tudo acontece com uma dose bastante grande de sentimentos. O autor – Josué – consegue transmitir sensações com muita facilidade em sua escrita. Praticamente senti o ódio, temi junto com os personagens, tive momentos de extrema angústia e de coração palpitando. Para mim, a história precisava de mais páginas, uma pena terminar tão rápido.
A ambientação de Josué é bem feita, tanto externas quanto internas. Fácil enxergar e vivenciar os lugares onde tudo acontece. Os personagens são bem criados e com personalidades distintas. Me apaixonei por Humberto logo que apareceu, ainda que a trama, cheia de surpresas e de dados obscuros, me levasse a ter uma relação de amor e ódio com ele… não vou contar quem venceu, mas posso dizer que Josué soube surpreender.
Em romances policiais é sempre o fator surpresa mesmo quem dá o tom. Caso consigamos desvendar tudo logo de cara, torna-se fraco na análise do leitor. Caso tenham tantas desconfianças durante a leitura, dá a impressão de que o autor quis esconder tanto a verdade que se perdeu. O mistério na dose certa, que faz o leitor desconfiar de um e de outro e não ter certeza de nada embora tenha algumas teorias, é o que, no meu ver, faz um bom livro policial. Foi o que encontrei em Eu, Inabalável.
Para não dizer que não mudaria nada além do número de páginas, confesso que alguns detalhes me incomodaram um pouco pela “coincidência” ou por forçar um pouco a veracidade da coisa. Relevei porque o livro com poucas páginas força este tipo de conclusão e direcionamento que, num “dos grandões” sobram páginas para esmiuçar melhor. Outra coisa que estranhei foram os travessões dos diálogos. Havia mais de um travessão para a continuação da fala de um personagem. Isso confunde o leitor, por achar que já é o outro respondendo… Aos poucos “peguei o jeito”, mas no início não gostei do formato.
A edição é boa, não encontrei erros e Josué escreve de forma bacana, com bom uso de palavras, sem repetições nem tendência ao coloquialismo exagerado (me incomoda), tampouco sem ser rebuscado. Enfim, é uma excelente leitura. Recomendo para quem gosta do gênero e já conta com uma certa maturidade, porque, dentre os diversos elementos inseridos na trama, sexualidade e homossexualismo estão muito presentes, inclusive com cenas de sexo.
Fonte: Escrev'Arte

--
Se você também quer ver sua resenha aqui, mande a resenha, sinopse e foto da capa para natyrangel@live.com
(Se possuir blog, não esqueça de deixar o link)

0 comentários:

Classificações

Classificações
Minhas classificações de RESENHAS

Pesquise

Quem sou eu

Minha foto
Oi, muito prazer, eu sou a Naty, carioca e formada em Design Gráfico. Sou apaixonada por esta pequena parte blogueira de mim. Também sou mãe coruja, casada e já tenho 3 livros escritos: A duologia "Retratos de uma Vida" e o spin-off "Sob sua Vigilância" que são os primeiros de vários livros que desejo escrever para todos vocês!

Redes Sociais

Eu Apoio

Movimento Literatura Nacional Eu Apoio!

Última Resenha

[Resenha] Guarde-me Para Sempre - Halice Frs

Instagram

Leitores

Editoras 2017



Tecnologia do Blogger.

Book Tour

Leitura Atual

Lidos em 2017

  • 01. Guarde-me para sempre
  • 02. Doce Sedução
  • 03. Uma Vez Você, Uma Vez Eu

Lidos em 2016

  • 01. Herdeiros do Trono
  • 02. Surpreendente
  • 03. Grey
  • 04. Branca de Neve
  • 05. Amante Desperto
  • 06. Reflexo
  • 07. Intenso Demais
  • 08. Diário de uma Assassina
  • 09. Ridículas Cartas de Amor
  • 10. Surpresa Irresistível
  • 11. Álbum de Casamento (2x)
  • 12. O Garoto dos Olhos Azuis
  • 13. Maliciosa
  • 14. De Repente, o Destino
  • 15. A Fada Madrinha
  • 16. O Duque e Eu
  • 17. O Ar Que Ele Respira (inglês)
  • 18. Loui, o Palhaço Medonho e outros Contos Sombrios
  • 19. Obsessão - Amor Imortal 1
  • 20. Magisterium, o desafio de ferro
  • 21. Círculo de Fogo
  • 22. Teoria do Amor
  • 23. Magisterium - A Luva de Cobre
  • 24. Bichanos
  • 25. Aparências
  • 26. Magisterium - A Chave de Bronze

Banner

Banner - Blog Literário

Visitas do Mês