13 outubro, 2015
Sinopse:
Em uma sociedade governada por militantes, com um sistema incorruptível, as crianças são isoladas no regimento militar aos sete anos de idade e treinadas para serem soldados. Lá, eles aprendem da forma mais cruel a atirar e a matar, perdendo muito cedo a sua inocência. Depois da Grande Guerra, o mundo passou a ser dividido entre governantes e governados e cada um tem as suas dores, suas mágoas e limitações. E o que nos resta saber é: de qual lado você está? Porque no final das contas, não estamos vestidos para lutar... Assim como nunca estaremos vestidos para morrer...



Minha Opinião

Quem se atreveu a pronunciar em voz alta sobre discordar do Regimento, ou das regras ditadas pelo Coronel, nunca mais foi visto

Será que é feio roubar o livro de um book tour? Diz que não! #dúvidacruel
Ele que me prendeu desde as primeiras páginas e juro que tiveram horas que eu pensei seriamente em faltar o trabalho para continuar lendo, mas como preciso alimentar meu filho...Não rolou. rs
Ok, porque digo isso?

Antes preciso avisar que esta resenha pode ficar bem grande, isso mostra que tem muitas coisas que achei de diferente de todas as histórias que li até agora.

Eu amei o ambiente distópico desta história. A Kate foi bastante criativa em relação a montagem desse meio. Porque? Bom, uma coisa que me chamou atenção foi a sociedade criada por governantes das quatro partes do mundo. Norte, Sul, Leste e Oeste. E todas deviam seguir as mesmas regas. Estou tão acostumada com leituras onde as pessoas são divididas por castas que quando vemos uma sociedade onde é dividida apenas por Governantes e Governados sentimos uma pitada de curiosidade. (eu disse pitada? kkk)
A História é contada em terceira pessoa, mas tem como personagens principais Laura e Thiago.
Laura é filha do comandante do Norte e Thiago, um governado em treinamento, também do Norte. Mas vamos por partes.

Thiago virou o rosto para encará-la, mais uma vez, antes de finalmente dizer.
- Você é um deles.
- Posso ser um deles, mas meu coração não pertence a nenhum dos dois lados. Meu coração pertence à ideia de um mundo em que as leis são as mesmas para todos.

Estamos há algumas gerações após uma grande guerra que quase devastou todo o mundo em 2016 e quatro governantes se uniram para criar regras e fazer com que a Grande Guerra nunca se repita. Dá certo por um bom tempo já que decidiram que tudo seria designado pela hereditariedade de cada família. Ou seja. O filho mais velho do Governante já nasce sabendo qual será seu futuro e sinto pena de quem não seguir as regras. Os filhos seguintes também são distribuídos em cargos de poder, mas não importa se você é a favor ou não "um homem só não faz guerra" e devido ao medo, todos se mantem nessa "ditadura".

O que achei bem legal é que apesar de existir aqueles que são felizes por estar no poder, existem também aqueles que mesmo no poder se sentem prisioneiros dessa lei. Que não concordam com a forma que os Governantes tratam seus governados.

Eu também achei bem cruel o fato de todas as crianças serem tiradas de suas famílias aos sete anos para servir aos Governantes, treinar luta, tiro e até matar antes mesmo dos quinze anos, além de passar o inferno na mão de alguns que, sinceramente, tenho vontade de dar um tiro na cabeça até agora. kkkkkk

A unica coisa que ainda não sabiam é que, estatisticamente falando, apenas dois ou três do mesmo grupo costumavam sobreviver ao fim desses confrontos. Era uma tática do próprio Coronel para que só os mais fortes se tornassem soldados. Afinal , este era um dos grandes objetivos por trás do Regimento. Transformar garotos fracos em homens fortes e soldados de ferro.

Eles crescem atrás dos muros onde vivem os Governantes, onde tudo é colorido e bem tratado, diferente da imagem do lado de fora dos muros onde tudo é cinza para que a cobiça e a inveja não cause outra guerra. 
Até os sobrenomes não existem mais. Apenas o primeiro nome e o número da casa a que pertencem. A casa 1 são de ancestrais que decidiram morar ali primeiro e assim por diante. Após o treinamento das crianças eles podem optar por seis classes que os ancestrais decidiram importantes: Educação, Segurança, saúde, Alimentação, politica e Ciência.

Mas será que essas regras agradam a todos? Eles precisam perder o medo e tentar a mudança, mas será que eles conseguirão a liberdade?

- Não estamos vestidos para lutar.- Ângelo disse, confuso.- Assim como nunca estaremos vestidos para morrer, meu rapaz. Ninguém sabe que terá que lutar até levar o primeiro soco.

Eu estou de queixo caído. Quando você acha que não tem como se surpreender ou chorar mais ela termina o livro DAQUELE JEITOOOO? Kate, por favor!! Eu amo amo finais daquele! Favotiraaaaaaão!

Sem mais!
Aaah não.. Tem sim...
L.E.I.A.M! ... E Torce por mim! Preciso ganhá-lo no sorteio... Kkkkkkk 

6 comentários:

  1. Que resenha fodaaaa meu Deus! hahaha arrasou Naty, poxa vida, arrasou mesmo. Que os 'jogos' estejam ao seu favor hahaha para que você consiga o sorteio. Parabéns, resenha maravilhosa <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *-* Morri de orgulho agora *---------*
      Obrigada Kateee! E eu tbm agradeço pelos bons momentos que passei com o livro!!! Já quero reler kkkkkkk
      Beijooooo e muito sucesso, porque vc merece MESMO!

      Excluir
  2. Estou super ansiosa para conhecer a escrita da autora, e confesso que até um pouco receosa, já que estou lendo somente elogios ao livro. ESPERO me encantar com a história.
    Beijos, parabéns pela resenha.

    http://miiheomundoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh eu adorei! Super recomendo... Se vc gosta deste tipo de leitura, como eu, pode ter certeza que ele vai para os favoritos. ;)

      Excluir
  3. Ainda não li o livro, mas depois dessa resenha deu vontade! ;*

    https://abstratoenotalvel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Classificações

Quem sou eu

Minha foto
Oi, muito prazer, eu sou a Naty, carioca e formada em Design Gráfico. Sou apaixonada por esta pequena parte blogueira de mim. Também sou mãe coruja, casada e já tenho 3 livros escritos: A duologia "Retratos de uma Vida" e o spin-off "Sob sua Vigilância" que são os primeiros de vários livros que desejo escrever para todos vocês!

Redes Sociais

Última Resenha

[Resenha] O Teste - Joelle Charboneau

Instagram

Eu Apoio

Movimento Literatura Nacional Eu Apoio!

Leitores

Editoras 2017


Tecnologia do Blogger.

Book Tour

Leitura Atual

Lidos em 2017

  • 01. Guarde-me para sempre
  • 02. Doce Sedução
  • 03. Uma Vez Você, Uma Vez Eu
  • 04. A Rainha Vermelha
  • 05. Simplesmente Irresistível
  • 06. O Garoto que Tinha Asas
  • 07. Espada de Vidro
  • 08. A Prisão do Rei
  • 09. Julieta
  • 10. Amante Revelado
  • 11. Tudo e Todas as Coisas
  • 12. Vivendo no mundo dos Espíritos
  • 13. Diálogo com um Executor
  • 14. Uma Lição de Amor
  • 15. O Guardião da Meia Noite
  • 16. A Caçada
  • 17. Desejo de Vingança
  • 18. Clichê
  • 19. O Teste
  • 20. Estudo Independente, O Teste 2
  • 21. A Formatura, O Teste 3
  • 22. Bem - Casados
  • 23. Cilada para um Marquês
  • 24. Catherine e Amanda - As Calhoun
  • 25. Borboleta Negra

Lidos em 2016

  • 01. Herdeiros do Trono
  • 02. Surpreendente
  • 03. Grey
  • 04. Branca de Neve
  • 05. Amante Desperto
  • 06. Reflexo
  • 07. Intenso Demais
  • 08. Diário de uma Assassina
  • 09. Ridículas Cartas de Amor
  • 10. Surpresa Irresistível
  • 11. Álbum de Casamento (2x)
  • 12. O Garoto dos Olhos Azuis
  • 13. Maliciosa
  • 14. De Repente, o Destino
  • 15. A Fada Madrinha
  • 16. O Duque e Eu
  • 17. O Ar Que Ele Respira (inglês)
  • 18. Loui, o Palhaço Medonho e outros Contos Sombrios
  • 19. Obsessão - Amor Imortal 1
  • 20. Magisterium, o desafio de ferro
  • 21. Círculo de Fogo
  • 22. Teoria do Amor
  • 23. Magisterium - A Luva de Cobre
  • 24. Bichanos
  • 25. Aparências
  • 26. Magisterium - A Chave de Bronze

Banner

Banner - Blog Literário

Visitas do Mês