31 março, 2015
Eduardo de Sousa nasceu em setembro de 1974 em São Paulo. Cidade onde vive e trabalha como fotógrafo. Ele tem dois filhos, um cão, dois gatos, treze irmãos e muitos sobrinhos. Uma família grande de fato somada a muitos amigos. Fonte inesgotável para seus textos. Apesar da sua principal ocupação, esse não é um livro de retratos, desses que são escritos pela luz e capturado pela câmera, mas sim, retratos do cotidiano, descritos com muito humor. “Crônicas (escritas) feito um pum” é o livro de estreia desse paulistano que transforma imagens em palavras.

***

Sinopse

"- Você continua a escrever esses textos bobos? - diz ela irritada.
- Ah, de vez em quando pinta uma inspiração e escrevo.
- Você escreve sobre qualquer coisa. Que chato! Se pensar, você escreve. Se respirar, você escreve. Se peidar, você escreve.
- É, é como um peido mesmo. De repente dá uma vontade e eu solto um. Um texto, claro."
Trecho extraído da crônica “Sete anos de namoro”, parte integrante deste livro ao lado de vários outros textos irreverentes e bem humorados.


Gente, estou ficando cada vez mais chique! Estou com outra parceria de arrasar!
Eduardo de Sousa, autor de Crônicas (escritas) feito um pum *-*

Achei primeiro o nome do livro intrigante e divertido, então pesquisei mais e adorei a sinopse. Agora agradeço ao Eduardo por aceitar a parceria e avisá-los, queridos leitores, que assim que o livro chegar vou ler e postar resenha *-*

Instagram: @_eduardodesousa
Skoob: https://www.skoob.com.br/livro/442688ED501607
Face: https://www.facebook.com/fotografoeduardodesousa
Face do livro: https://www.facebook.com/cronicasescritasfeitoumpum
29 março, 2015

Olá pessoas, vim trazer mais um lançamento da Novo Conceito!
Quem aqui gosta de musica? Todos os livros que li até hoje relacionados à musica me encantaram, será que este será igual? 
Bom, o que sei é que quero muito ler! Para quem não conhece a história, vou deixar a sinopse e o book trailer para se encantarem um pouquinho mais ;)



Sinopse: 
Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente

Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.

A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.


Agora veja o book trailer...



O lançamento será no dia 6 de abril e poderemos ver o que a Michelle Falkoff preparou para nós ;)
27 março, 2015

Sarah sempre foi uma garota tímida e reservada. Mesmo não se sentindo à vontade, era comum estar sob a luz dos holofotes. Seu pai era um famoso diretor de blockbusters, sua mãe, responsável pela curadoria de um dos mais respeitados festivais indies do mundo. Para completar, seu namoro estava em crise e ele era nada menos que o pop star dos filmes teens do momento. Sua melhor amiga? Também era uma estrela do cinema e tinha contracenado com seu namorado no filme que o revelou. 

É querendo fugir desse meio louco que ela acaba caindo da estrada. O que ela não imaginava era que em pouco tempo acabaria se descobrindo verdadeiramente. Se apaixonaria de verdade e deixaria a artista que tinha dentro dela florescer...

Destinos Cruzados é um romance para o público jovem que é recheado com aventura, comédia e romance pelas estradas dos Estados Unidos. Invoca a importância de não desistir de seus sonhos e de ser o protagonista de sua vida. 
Você cairia na estrada com seus amigos para uma aventura?


Olá People estou aqui com este lançamento da Amazon que esta imperdível! 

Mirela Paes é a mais nova autora parceira do blog e está trazendo esta grande novidade! O lançamento de Destinos Cruzados em ebook é HOJE! Pela Amazon! E esta rolando uma promoção onde você paga apenas R$2,64 . Corre porque é só até o dia 31 de março!

Links e contato


E se com tudo isso você ainda está em dúvida, que tal ler o primeiro capítulo?


20 março, 2015


Olá people, eu estou passando para dizer que mudei o layout do blog assim com defini um logo (que também é a tatuagem que fiz na perna semana passada). Deixo os devidos créditos da criação do desenho da coruja para Bob Nascimento, meu tatuador divo que fez essa exclusiva para mim!
Eu mesma colori e espero que vocês apreciem tanto quanto eu!

Espero que gostem da nova aparência, ainda tenho alguns ajustes a fazer, mas ai está *o*

Beijinhos
Naty Rangel


16 março, 2015
Título: Procura-se um amor que goste de...
Autora: Thaís Aragão
Páginas: 76

Sinopse:
"Procura-se um amor que goste de...” traz a saga – que todos nós vivemos – da procura pelo amor ideal. Amor esse que pode assumir infinitas formas, indo de acordo com os gostos e as preferências de cada um. Os apostos podem se atrair, mas tendo algo em comum podem encontrar a combinação perfeita para viverem o amor tão desejado.

E foi pensando nisso que a designer Thaís Aragão deu início a uma série de frases ilustradas. Antes de virar livro, a “procura” tomou as redes sociais, viralizando frases inéditas e que retratavam o que muita gente estava procurando de fato. Aqueles que procuravam um amor que gostasse de sorvete, casa de campo, cachorros, dias frios, e tantas outras coisas... foram se encontrando nas artes criadas por ela, e compartilhando suas preferências, na esperança da “indireta”tocar o coração de um admirador comum.
14 março, 2015
People!
Estava passeando pelo blog da editora Universo dos Livros e olha o que eu achei! Um post com 20 dicas de presentes para NÓS!
Porque dos vinte eu já quero 19 kkkkkkkkkkkkkk

Marcador de páginas prático

Prateleira de livros flutuantes

Caixa de lenço em formato de livro

Peso de livro trasparente

Marcadores de livro que falam


Abajur com formato de livro

Caixas de fósforo inspiradas nos clássicos da Penguin 

Segurador de página em formato de anel

Perfume com aroma de livro

Vela com aroma de livro

Marcadores de pagina com formato de perna

Óculos de leitura na cama em prisma

Capa de notebook com formato de livro

Lápis forrados com páginas de livros

Edredom com história

Prateleira de livros invertida

 Kit da biblioteca pessoal

Marcador de relevo personalizado

Barraca em forma de livros

Abajur para leitura automático 




FONTE: Livraria Leitura > Buzzfeed > Universo dos livros


E você? O que gostaria de ganhar desses mimos literários?
09 março, 2015

DO QUE O LIVRO SE TRATA?

O livro fala principalmente sobre amizade. A historia ate agora fala de Caio que perdeu os pais a pouco tempo e agora se muda para outra cidade para morar com a avó. Lá ele precisa se adaptar a uma nova escola, deixou para trás seus amigos, mas para sua grande surpresa Caio se vê rapidamente apaixonado por Fernanda. Uma ruivinha que tem tirado as preocupações de Caio e diminui o seu sofrimento que parecia não ter fim todas as vezes que lembrava de como ele perdeu tudo no dia em que perdeu os pais. 


PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100
Ao lado da lanchonete existia uma passagem larga que levava à frente do colégio sem precisar passar pela administração.

O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?
Estou amando! É um livro grande e estou demora do mais que o normal devido a falta de tempo, mas é uma leitura que indico para todos!

O QUE ESTÁ ACHANDO DO PERSONAGEM PRINCIPAL?

O livro se alterna entre o POV dos principais personagens. Caio, Gabriel e Fernanda. Fernanda é irmã mais velha de Jonas e é uma menina muito corajosa mesmo não se sentindo assim. Tem que conviver com um pai que bate no seu irmão porque ele sempre foi um filho indesejado. (Para ele, porque se depender de Fernanda, ela moveria céus e terra para ajudar o irmão) E tem Gabriel que é o mais velho dos três, irmão da pequena Bianca vive com o irmão mais velho que ele não suporta, seu pai esta preso e Gabriel tem sido o protetor de sua irmãzinha desde então. 

QUAL O MELHOR QUOTE ATÉ AGORA?

Pensou que ele podia nunca gostar dela. Seus olhos se encheram de lágrimas. Essa incerteza era uma tortura para ela. Não ia chorar por ele. Não agora. Se ele não fosse dela, pelo menos, sempre teria aquele beijo roubado para se lembrar. Seria só seu.
Pág 74

VAI CONTINUAR LENDO?
Claro que vou! os personagens são encantadores, leio com um sorriso no rosto o tempo inteiro. Salvo as horas em que eu estou chorando até secar. ><

ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA 100:
Está tudo tão difícil.
06 março, 2015
Título: A Mais Pura Verdade
Autor: Dan Gemeinhart
Páginas: 224

Sinopse: 
NUNCA É TARDE DEMAIS PARA VIVER A MAIOR AVENTURA DA NOSSA VIDA. Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

{Coloco classificação quando ler o livro completo}

Minha Opinião


Hei People, recebi uma amostra muito maravilhosa do livro "A mais pura verdade" da Editora Novo Conceito com 6 capítulos do livro. Preciso dizer duas coisas. 1°. Obrigada Editora Novo Conceito pela oportunidade de ler parte do livro antes mesmo de seu lançamento. *-* Vcs sempre arrasando! 2°. Já estou apaixonada por essa dupla. Mark, um menino de 12 anos que está com uma doença grave quer viver uma aventura e ir às montanhas. Então ele pega seu amigo Beau, um pequeno cachorro que o acompanha dentro da mochila e ajudando-o com a maior qualidade que um amigo pode ter: lealdade.

Mark também se apega as lembranças de sua amiga Jessie. Amei a forma como a história é conduzida, como a cada pagina o carinho que sentimos pelo personagem só aumenta ao ver as dificuldades que ele não contou de encontrar. 

"Ela não suspeitou de nada. Balancei a cabeça e respirei com dificuldade. Como as pessoas são cegas. Essa é a mais pura verdade."




Um plano até bem planejado, mas Mark se depara com situações que ele não previu, mas também vi uma garoto que tem muita coragem e força para se manter em seu objetivo apesar das dificuldades no caminho. Juntamente com seu cão que o ajuda de várias formas.



"Ele choramingou de novo, com a respiração quente no meu rosto. Ele estava em uma rua escura, numa cidade estranha, longe de seu lar. E estava preocupado só comigo. Ele era o meu herói."

Eu indico fervorosamente esta leitura!
A Mais Pura Verdade tem lançamento marcado para 23 de março pela editora Novo Conceito

Encontre o livro na Saraiva e na Submarino ;)


05 março, 2015
 Gente, eu estava passando por ai e olha o que eu achei!!!
A Kiera Cass divulgou dois capítulos do quarto livro da trilogia da Seleção! (Eu sei.)
Enfim.. Vou postar logo para diminuir a ansiedade (ou aumentar)... Kkkkkkk

Lembrando que essa tradução é não-oficial o original pertence a autora. Espero que gostem, um beijo!



A Herdeira - Kiera Cass


CAPÍTULO 1

Eu não conseguiria prender a respiração por sete minutos. Não conseguiria sequer chegar a um minuto. Uma vez tentei correr uma milha em sete minutos, depois de ouvir que alguns atletas conseguem em quatro, mas falhei miseravelmente quando uma dor lateral me incapacitou na metade da distância.
Mas tem uma coisa que eu consegui fazer em sete minutos que a maioria das pessoas diria ser muito impressionante: eu me tornei rainha.
Por meros sete minutos eu cheguei ao mundo antes do meu irmão, Ahren, então o trono que deveria ser dele virou meu. Se eu tivesse nascido uma geração antes, não teria feito diferença. Ahren era o homem, então ele teria sido o herdeiro.
Infelizmente, minha mãe e meu pai não aguentariam ver a primogênita perder seu título graças a um inesperado porém gracioso par de seios. Então eles mudaram a lei, o povo comemorou, e eu fui treinada todos os dias para virar a próxima regente de Illéa.
O que eles não entendiam, é que essas tentativas de tornar minha vida mais justa pareciam muito injustas para mim.
Eu tentava não reclamar. Afinal, eu sabia como era sortuda. Porém haviam dias, ou meses em algumas vezes, onde parecia que muito era empilhado sobre mim, muito para qualquer pessoa, de verdade.
Folheei o jornal e vi que havia ocorrido outra manifestação, desta vez em Zuni. Vinte anos atrás, o primeiro ato do meu pai como rei fora dissolver as castas, e o sistema velho foi extinto lentamente. Eu ainda pensava em como era completamente bizarro que uma vez as pessoas viveram com esses limitantes mas arbitrários rótulos em suas costas. Minha mãe era uma Cinco, meu pai era Um. Não fazia sentido, principalmente quando não havia um sinal externo para as divisões. Como eu saberia se estava andando próxima de um Seis ou um Três? E por que isso até mesmo importava?
Quando meu pai decretou que as castas não existiam mais, todas as pessoas do país ficaram encantadas. Papai esperava que as mudanças que estava fazendo em Illéa estivessem completamente estáveis no curso de uma geração, significando que poderia acontecer a qualquer dia, agora.
Isso não estava acontecendo — e essa nova manifestação era a mais recente de uma série de distúrbios.
— Café, Vossa Alteza — Neena disse, deixando a bebida em minha mesa.
— Obrigada. Você pode levar os pratos.
Eu examinei o artigo. Desta vez um restaurante foi incendiado porque seus donos se recusaram a promover um garçom ao cargo de um chefe. O garçom reivindicava que uma promoção foi prometida mas nunca entregue, e ele tinha certeza de que era por causa do passado de sua família.
Olhando para os restos carbonizados, eu honestamente não sabia de que lado estava. O proprietário tinha o direito de promover ou demitir quem quisesse, e o garçom tinha o direito de não ser visto como algo que, tecnicamente, não existia mais.
Eu afastei o papel e peguei minha bebida. Papai ficaria chateado. Eu tinha certeza de que ele ficava passando e passando o cenário diversas vezes em sua cabeça, pensando em como ajustar tudo corretamente. O problema era que, mesmo se pudéssemos resolver um problema, não poderíamos parar cada mísero caso de discriminação pós-casta. Era muito difícil de monitorar e acontecia com muita frequência.
Eu depositei meu café e me dirigi para o meu closet.
— Neena — chamei —, você sabe onde está o meu vestido cor de ameixa? Aquele com uma faixa?
— Oh, céus! — Ela cerrou os olhos, concentrada, e veio me ajudar.
No grande esquema de coisas, Neena era nova no palácio. Nós apenas estivemos juntas por seis meses, após minha última criada ter ficado doente por duas semanas. Neena era muito sintonizada com as minhas necessidades e muito mais agradável de ter por perto, então eu a mantive.
Neena olhos para o espaço enorme.
— Talvez devêssemos reorganizar.
— Você pode, se encontrar tempo. Este não é um projeto no qual eu esteja interessada.
— Não enquanto eu possa caçar suas roupas por você — ela provocou.
— Exatamente!
Ela levou meu humor na esportiva, rindo enquanto ordenava entre vestidos e calças.
— Gostei do seu cabelo hoje — comentei.
— Obrigada.
Todas as criadas usavam algo na cabeça, mas Neena ainda era criativa com seu cabelo. Algumas vezes alguns cachos negros e espessos molduravam seu rosto, em outras vezes ela retorcia os fios até ficarem aninhados. No momento, havia largas tranças circulando sua cabeça, com o resto de seu cabelo embaixo do chapéu. Eu realmente fiquei feliz por ela encontrar caminhos de trabalhar com seu uniforme, de fazer o seu próprio a cada dia.
— Ah! Está aqui atrás! — Neena puxou para baixo o vestido que ia até o joelho.
— Perfeito! E você sabe onde está o meu blazer cinza? Aquele com as mangas três-quartos?
Ela olhou para mim, o rosto sem expressão.
— Eu definitivamente vou reorganizar.
Eu ri.
— Você procura; eu visto.
Eu vesti minha roupa e escovei meu cabelo, me preparando para outro dia como a futura face da monarquia. A roupa era feminina o bastante para me suavizar mas forte o bastante para ser levada a sério. Era uma linha muito tênue para caminhar, mas eu fazia isso todos os dias.
Olhando para o espelho, conversei com meu reflexo.
— Você é Eadlyn Schreave. Você é a próxima pessoa na fila para administrar este país e será a primeira mulher a fazer isso sozinha. Ninguém — eu disse — é mais poderoso que você.
Papai já estava em seu escritório, a testa franzida enquanto assimilava as notícias. Exceto pelos olhos, eu não era muito parecida com ele. Ou com a mamãe, até onde interessa.
Com meus olhos e cabelo escuros, e uma pitada de um bronzeado que durava o ano todo, eu parecia mais com a minha avó do que com qualquer outro. Uma pintura dela no dia de sua coroação estava pendurada no corredor do quarto andar e eu costumava estudá-lo quando era mais jovem, tentando adivinhar como eu pareceria conforme eu crescia. A idade dela no quadro era próxima da minha agora e, apesar de não sermos idênticas, às vezes eu me sentia como se fosse seu eco.
Eu caminhei através do escritório e beijei a bochecha de meu pai.
— Bom dia.
— Bom dia. Você viu o jornal? — ele perguntou.
— Sim. Ao menos ninguém morreu desta vez.
— Graças a Deus por isso.
Aqueles eram os piores, aqueles onde as pessoas era abandonadas mortas na rua ou desapareciam. Era terrível, ler os nomes de homens que foram espancados por simplesmente mudar suas famílias para uma vizinhança melhor, ou mulheres que eram atacadas por tentar ter um emprego que no passado não poderiam ter.
Em algumas vezes não levava tempo algum para encontrar o motivo e as pessoas por trás desses crimes, no entanto eram muito mais frequentes as vezes em que dedos eram apontados e nenhuma resposta real. Pra mim, era exaustivo de assistir e sabia que era ainda pior para o meu pai.
— Eu não entendo. — Ele retirou seus óculos de leitura e esfregou os olhos. — Eles não queriam mais as castas. Nós levamos nosso tempo, removemos-as lentamente para todos se ajustassem. Agora eles incendeiam as construções.
— Há algum meio de regular isso? Nós poderíamos criar um conselho para supervisionar as queixas?
Olhei para a foto outra vez. No canto, o filho jovem do proprietário do restaurante lamentando ter perdido tudo.
Papai olhou para mim.
— É isso o que você faria?
Sorri.
— Não, eu perguntaria ao meu pai o que ele faria.
Ele suspirou.
— Isso nem sempre será uma opção para você, Eadlyn. Você precisa ser forte, decidida. Como você consertaria esse incidente particular?
Eu considerei.
— Não acho que possamos. Não há como provar que as castas foram o motivo pelo qual a promoção foi negada ao garçom. A única coisa que podemos fazer é iniciar uma investigação para saber quem causou o incêndio. Aquela família perdeu seu sustento hoje, e alguém precisa ser responsável por isso. Um incêndio proposital não é o modo de exigir justiça.
Ele balançou a cabeça para o jornal.
— Acho que está certa. Gostaria de ser capaz de ajudá-los. Mais que isso, precisamos descobrir como prevenir que aconteça outra vez. Isso está se tornando excessivo, Eadlyn, e é assustador.
Papai jogou o papel no lixo, então ficou em pé e andou até a janela. Eu poderia ler o estresse em sua postura. Às vezes seu cargo lhe trazia muita alegria, como visitar as escolas que ele tinha trabalhado incansavelmente para melhorar ou ver as comunidades florescerem da época sem guerra que ele inaugurou. Entretanto, estes momentos diminuíam e se tornavam menos frequentes. Na maioria dos dias ele estava ansioso sobre o estado do país e tinha que fingir sorrisos quando os repórteres vinham, esperanço de que sua sensação de calma pudesse, de algum modo, se espalhar para todos. Mamãe ajudava a arcar com o ônus, porém, no final do dia, o destino do país era colocado diretamente sobre suas costas. Um dia estariam nas minhas.
Vaidosa como era, me preocupava em ganhar fios brancos antes da hora.

01 março, 2015
Adorei esse post do Homo Literatus *-*




Já diria Camões que: “Amor é um fogo que arde sem se ver;/ É ferida que dói, e não se sente;/ É um contentamento descontente;/ É dor que desatina sem doer”. Portanto, nada melhor do que dar dicas às pessoas de como conviver com este sujeito complicado, o leitor. Ao se permitir namorar com alguém assim, precisa-se ter em mente que é preciso se adaptar a muitas coisas.
Então aí vai uma lista de dicas, que pode ser levada a sério ou não, de como sobreviver a um namoro com um leitor:

***

1. Não interrompa quando ele estiver lendo! Nunca! Em hipótese alguma, faça isso. Se morrer alguém da família, interrompê-lo não fará com que a pessoa ressuscite, lembre-se disso;
2. Se ele disser que o livro é melhor que o filme, concorde com ele. Mesmo que não seja, você acha que ele vai admitir? Em hipótese alguma. Esta confissão seria uma traição ao movimento. A devoção dele a um livro é pior do que uma religião, entenda isso. Então não, o filme não é melhor;
3. Não tenha ciúme dos livros, eles não são seus concorrentes. Portanto, quando ele disser que em primeiro lugar da vida dele estão os livros, aceite. Você será o segundo, nada tão mal assim. Não há ninguém humano à sua frente;
4. Na hora certa, ele terá a palavra certa. Claro que isso é uma faca de dois gumes, pois este seu namorado leitor poderá tanto evocar palavras de amor, como o protagonista de Memórias de Minhas Putas Tristes, quanto pode saber enviar você para Cem Anos de Solidão;
5. Ele se importa mais com a forma que você trata os livros dele, do que exatamente como trata ele. Então já sabe, nada de rasuras, dobrar capa, molhar folha, ou, pior, emprestar o livro dele para alguém – o que equivale ao fim do relacionamento;
6. Quando vocês brigarem, dê um livro de presente a ele. Não será mais preciso palavra alguma (até porque você já está dando um monte delas dentro do livro), ele tomará a obra na mão, derramará uma lágrima e perdoará você – principalmente se for um livro raro. E, claro, essa dica não vale caso seja um livro que ele odeie;
7. Nunca fale mal do escritor preferido dele. Jamais. Algumas pessoas têm gurus, líderes espirituais, artistas preferidos. Leitores têm escritores, postos sobre um patamar intocável. Portanto para sua saúde física e mental, não fale mal desses escritores. Digo e repito.
Fonte: Homo Literatus

~~

Eu, como leitora, aplaudo todas as dicas citadas acima! *o* 
Pior é que eu casei com alguém que não gosta nem de ler. Acho que vou mostrar esse post pro meu marido, mas acho que ele vai achar grande demais e pedir para que eu faça um resumo. Mas desconfio que ele já tem uma noção dos limites ja que está vivo até hoje!!! kkkkkkkkkkkkkkk

Classificações

Quem sou eu

Minha foto
Oi, muito prazer, eu sou a Naty, carioca e formada em Design Gráfico. Sou apaixonada por esta pequena parte blogueira de mim. Também sou mãe coruja, casada e já tenho 3 livros escritos: A duologia "Retratos de uma Vida" e o spin-off "Sob sua Vigilância" que são os primeiros de vários livros que desejo escrever para todos vocês!

Redes Sociais

Última Resenha

[Resenha] O Teste - Joelle Charboneau

Instagram

Eu Apoio

Movimento Literatura Nacional Eu Apoio!

Leitores

Editoras 2017



Tecnologia do Blogger.

Book Tour

Leitura Atual

Lidos em 2017

  • 01. Guarde-me para sempre
  • 02. Doce Sedução
  • 03. Uma Vez Você, Uma Vez Eu
  • 04. A Rainha Vermelha
  • 05. Simplesmente Irresistível
  • 06. O Garoto que Tinha Asas
  • 07. Espada de Vidro
  • 08. A Prisão do Rei
  • 09. Julieta
  • 10. Amante Revelado
  • 11. Tudo e Todas as Coisas
  • 12. Vivendo no mundo dos Espíritos
  • 13. Diálogo com um Executor
  • 14. Uma Lição de Amor
  • 15. O Guardião da Meia Noite
  • 16. A Caçada
  • 17. Desejo de Vingança
  • 18. Clichê
  • 19. O Teste

Lidos em 2016

  • 01. Herdeiros do Trono
  • 02. Surpreendente
  • 03. Grey
  • 04. Branca de Neve
  • 05. Amante Desperto
  • 06. Reflexo
  • 07. Intenso Demais
  • 08. Diário de uma Assassina
  • 09. Ridículas Cartas de Amor
  • 10. Surpresa Irresistível
  • 11. Álbum de Casamento (2x)
  • 12. O Garoto dos Olhos Azuis
  • 13. Maliciosa
  • 14. De Repente, o Destino
  • 15. A Fada Madrinha
  • 16. O Duque e Eu
  • 17. O Ar Que Ele Respira (inglês)
  • 18. Loui, o Palhaço Medonho e outros Contos Sombrios
  • 19. Obsessão - Amor Imortal 1
  • 20. Magisterium, o desafio de ferro
  • 21. Círculo de Fogo
  • 22. Teoria do Amor
  • 23. Magisterium - A Luva de Cobre
  • 24. Bichanos
  • 25. Aparências
  • 26. Magisterium - A Chave de Bronze

Banner

Banner - Blog Literário

Visitas do Mês